Casos de Covid e influenza ameaçam trade turístico baiano

0
175

Estradas cheias, multidões em aeroportos e hotéis lotados. Esse é o cenário comum para verão em todo Brasil. A temporada de calor marca o pico de demanda no setor de turismo. No entanto, esse ano o cenário inicia um pouco diferente.  O avanço da variante Ômicron e o aumento de casos de influenza A H3N2 têm ameaçado o segmento na Bahia.

“Estamos tendo ainda uma boa movimentação nos hotéis, mas o alerta está ligado. O aumento de casos vem sendo bastante grande. Na primeira semana deste mês registramos uma ocupação acima de 78% nos hotéis de Salvador. Agora é sempre muito difícil fazer qualquer previsão, pois o cenário da pandemia é sempre complicado. Esperamos que os números de casos diminuam”, disse o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis da Bahia (ABIH-BA), Luciano Lopes.

Segundo o vice-presidente da seccional baiana da Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav-BA), Jorge Pinto, o número de adiamentos de viagens aumentou nesta primeira quinzena do ano. Ele estima que houve o adiamento de quase 10% das viagens programadas para esse início de 2022. Ele afirma que os cancelamentos têm ocorrido não só devido ao medo e resguardo dos passageiros, mas também pelo aumento de casos entre os funcionários das companhias.

“A explosão de casos de Covid e o surto da gripe de fato têm impactado o setor nesses primeiros dias do ano. Houve alguns cancelamentos. Mas também houve alguns cancelamentos devido a afastamento de trabalhadores de companhias por testarem positivo para Covid. E sobre os passageiros eles não têm cancelado e pedido o reembolso. Eles estão cancelando e remarcando para uma outra data. Muitos estão colocando essas novas datas para o final do mês ou início de fevereiro”, disse Jorge Pinto.

Voos

As companhias aéreas Latam e Azul cancelaram voos previstos para este mês, tendo em vista o registro de casos de covid-19 e gripe entre tripulantes. Cerca de 1% dos voos da Latam previstos para o mês de janeiro tiveram que ser cancelados. Segundo a companhia, 80 voos que ocorreriam entre os dias 12 e 20 de janeiro foram cancelados. A companhia aérea atualizou ontem (12) a lista de voos suspensos, chegando a 135 desde o último domingo.

A Azul afirmou também que mantém a média de 10% dos seus voos impactados no dia, cerca de 90 voos. Com isso, desde a última quinta-feira, a companhia soma 495 voos cancelados ou reprogramados. “Essa gripe veio num momento ruim, pois estávamos tendo um oxigênio financeiro muito bom no setor de viagens”, finalizou Jorge Pinto.

Fonte Tribuna da Bahia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here